Motricidade Online

Inquérito a Professores sobre o uso de Programas Educativos e/ou Objetos de Aprendizagem em sala de aula e Formação em TIC

Somos alunas de Mestrado em Ciências da Educação, na Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa, na área de
especialização em Supervisão Pedagógica. Encontramo-nos a realizar uma investigação, sob orientação do professor Dr. Carlos Ferreira,
que pretende conhecer que tipo de formação em TIC (formal e/ou informal) os professores recorrem no seu desenvolvimento profissional
e o uso de programas educativos e objetos de aprendizagem em contexto educativo, no *Ensino Básico e Secundário*. Deste modo, pretende-se
descrever processos de formação que os professores realizam neste âmbito, bem como o tipo de utilização efetiva destes materiais
digitais em sala de aula.

A sua disponibilidade para responder a este questionário é da maior importância para a concretização do referido estudo. Pedimos então
aos Professores do Ensino Básico e Secundário, de qualquer área disciplinar, que preencha o questionário, carregando no link abaixo.
As respostas serão automaticamente guardadas assim que finalizar o preenchimento do questionário.

O tempo médio de resposta ao questionário é de cerca de 10 minutos.

 

Participar: []

Agradecemos desde já a sua disponibilidade,

Ana Pimenta e Joana Silva

Petição Dia Nacional do Brincar

Exmo. Sr. Presidente da Assembleia da República,

Muitos têm sido os pedagogos, psicólogos, pediatras e demais cientistas ligados às ciências médicas, sociais e humanas, a destacar o papel do jogo e do brincar no desenvolvimento humano.
É através do brincar, primeiro, e do jogo, depois, que a criança descobre o seu mundo; aperfeiçoa a sua psicomotricidade; imita, experimenta e aprende; desenvolve competências sociais. Novas correntes de estudo têm também comprovado o papel do brincar e do jogo na manutenção de competências nos adultos, na terceira idade, na reabilitação de pessoas com as mais diversas incapacidades e no ensino de crianças e jovens com necessidades educativas especiais.
Brincar é o berço da criatividade. É o ponto de partida para uma mente ativa, capaz de analisar e resolver problemas. É a forma mais imediata e descontraída de nos relacionarmos, de partilharmos afetos, de percebermos e aceitarmos o outro. Faz-nos crescer; criar desafios, visionar novos mundos de fantasia, novos significados para as nossas experiências.
Brincar é divertido, motivador e tem um papel preponderante ao longo do nosso desenvolvimento enquanto seres que aprendem e se relacionam. É essencial valorizar o brincar: em família, nas escolas, nas empresas. Assim propomos a criação do Dia Nacional do Brincar, um dia em que queremos que todos vivam a criança em si, mas que sobretudo alerte para a necessidade:
- De valorizar os tempos de família, de partilha, através da promoção da flexibilização dos horários de trabalho e das políticas sociais de promoção e apoio da família;
- De reforçar o direito de acesso ao sistema de educação pré-escolar, que garanta o espaço de brincar essencial ao desenvolvimento da criança;
- De reforçar a formação inicial e contínua dos educadores e professores, no sentido de incorporar as mais eficientes informações e técnicas com que a ciência tem evidenciado o papel do brincar/ jogar no processo de ensino/ aprendizagem;
- De reforçar o apoio às instituições que procuram envolver as comunidades preconizando iniciativas de promoção do bem-estar da família, através de atividades lúdicas e expressivas.

Pelo exposto, nós abaixo assinados, solicitamos o reconhecimento legal do dia 15 de Setembro como o Dia Nacional do Brincar.

Esta petição é uma iniciativa da pimpumplay | viver a brincar, viver a aprender.

Os signatários

Saber Mais: []

Nível de preparação dos Professores de Educação Física com vista à actuação em situações de emergência durante as aulas.

Sou Licenciado em Educação Física e Desporto e aluno de mestrado em Ciências do Desporto, gostaria de poder obter o vosso apoio num questionário direccionado para professores de Educação Física. O tema do meu trabalho é sobre nível de preparação dos Professores de Educação Física com vista à actuação em situações de emergência durante as aulas.

Espero poder contar com o vosso apoio: []