Search for:

Críquete em Coimbra

Com a deslocação dos povos em busca de uma vida melhor, vemos uma fusão cultural. Eles transportam consigo as suas tradições, línguas e, claro, os seus desportos.
Nesse contexto, o críquete surge como um exemplo.
Este jogo não conhece fronteiras, tornando-se uma paixão global que une pessoas de diferentes origens e nacionalidades.

Um exemplo disso é a presença de indianos a jogar críquete em Coimbra, com a torre da Universidade como espectadora.
Esta imagem ilustra a beleza da diversidade e a capacidade do desporto de unir culturas distantes.

O críquete, também conhecido como cricket em inglês, é um desporto de equipa jogado com uma bola dura, um bastão e duas equipas de onze jogadores cada.
Tem origem em Inglaterra, nos séculos XVI e XVII, sendo considerado semelhante ao beisebol.

Loading

Prémios #𝗕𝗘𝗔𝗖𝗧𝗜𝗩𝗘 𝗔𝗪𝗔𝗥𝗗𝗦- Candidaturas abertas até 24 de maio

A Comissão Europeia abriu a oportunidade de destacar projetos e personalidades que, através do seu trabalho, contribuem para a promoção do desporto e da atividade física na Europa.São quatro as categorias às quais pode apresentar candidatura, nomeadamente:

𝗕𝗲𝗔𝗰𝘁𝗶𝘃𝗲 𝗘𝗱𝘂𝗰𝗮𝘁𝗶𝗼𝗻 𝗔𝘄𝗮𝗿𝗱 – Tem como objetivo demonstrar que através da educação se pode incentivar as crianças a serem ativas fora dos locais convencionais para a prática desportiva;

𝗕𝗲𝗔𝗰𝘁𝗶𝘃𝗲 𝗘𝗱𝘂𝗰𝗮𝘁𝗶𝗼𝗻 𝗔𝘄𝗮𝗿𝗱 – Visa premiar projetos exemplares que procuram tornar o local de trabalho num local mais ativo, com colaboradores/as mais ativos/as. Iniciativas antes, durante e após o horário laboral podem ser incluídas;

𝗕𝗲𝗔𝗰𝘁𝗶𝘃𝗲 𝗟𝗼𝗰𝗮𝗹 𝗛𝗲𝗿𝗼 𝗔𝘄𝗮𝗿𝗱 – Pretende reconhecer personalidades que têm trabalhado consistentemente na promoção da participação em atividades físicas e desportivas junto da comunidade local;

𝗕𝗲𝗔𝗰𝘁𝗶𝘃𝗲 𝗔𝗰𝗿𝗼𝘀𝘀 𝗚𝗲𝗻𝗲𝗿𝗮𝘁𝗶𝗼𝗻𝘀 𝗔𝘄𝗮𝗿𝗱 – Visa premiar projetos que promovam o desporto intergeracional. Pode incluir a promoção de atividades adaptadas a todas as gerações, a sensibilização para estilos de vida saudáveis, bem como acesso mais fácil ao desporto e às atividades físicas para todas as gerações.

Para além de verem o seu trabalho reconhecido internacionalmente, os/as vencedores/as em cada categoria recebem um prémio monetário no valor de 10 000€, existindo ainda prémios para os/as segundos/as e terceiros/as classificados/as no valor de 2 500€.

Loading

Conhecer ANACE

A ANACE – Associação Nacional de Apoio à Criança Especial é uma entidade reconhecida como associação de solidariedade social no âmbito nacional, sem fins lucrativos, constituída por escritura pública.
Somos vocacionados para apoiar crianças deficientes e com dificuldades.

A nossa missão melhorar a qualidade de vida das crianças especiais, quer sejam as desfavorecidas ou com deficiências motoras e/ou intelectuais.

O objetivo da associação consiste em apoiar as crianças especiais, assim como as respetivas famílias a nível social, domiciliário e educativo, para a cidadania e defesa para a igualdade do género.

Apoiamos as crianças através da distribuição de cabazes alimentares, saúde suportando os custos com os tratamentos médicos, com a farmácia, material ortopédico e demais cuidados especiais, assim como ajuda monetária ou de géneros quer seja vestuário, produtos de higiene, material didático, brinquedos, etc. e na educação nomeadamente nas despesas escolares.

Loading

Coração de Portugal nos 100 dias para Paris 2024

clicar no play para ouvir:

O Comité Olímpico de Portugal vai celebrar os 100 dias para a participação da Equipa Portugal nos Jogos Olímpicos Paris-2024 (26 de julho a 11 de agosto).

Para o efeito vai ser construído um logótipo humano de apoio aos atletas da Equipa Portugal, juntando 1000 pessoas neste evento!

Loading

Desporto Escolar – Campeonato Distrital de Boccia

No dia 11 de abril de 2024, decorreu na Escola Básica e Secundária José Falcão, no Encontro Distrital de Boccia.

Foi um evento notável, onde os participantes tiveram a oportunidade de demonstrar as suas habilidades neste desporto.
Destacou-se não apenas o desempenho dos jogadores, mas também a destacada atitude pedagógica e o espírito desportivo demonstrados pelos professores.

A introdução do software com funcionalidades digitais adicionais trouxe uma dinâmica nova e enriquecedora ao evento, possibilitando a marcação do tempo, a contagem de pontos e a visualização dos resultados parciais de forma mais eficiente e interativa.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é imagem_2024-04-12_072606215.png

Além disso, anunciamos que os árbitros selecionados vão estar no Regional em Viseu, inseridos no Plano Nacional de Jovens Árbitros Escolares.
Esta é uma oportunidade única para os alunos desenvolverem as suas competências e contribuírem ativamente para a promoção do fair play e da justiça desportiva.

Desejamos boa sorte à comitiva da CLDE de Coimbra para o Regional em Viseu, que se realizará no próximo dia 3 de maio.
Que continuem a representar com esforço e dedicação o desporto e a sua região.

Loading

Brinquedos tradicionais populares

Hoje gostaria de partilhar convosco um pouco sobre o livro do estimado Professor João Amado, intitulado “Brinquedos Tradicionais”. Neste livro, somos transportados para um mundo de nostalgia e encanto, onde os brinquedos simples e feitos à mão ocupam um lugar de destaque nas memórias de muitos de nós.

Ao folhearmos estas páginas, somos convidados a ouvir histórias do passado, a recordar as nossas próprias vivências e a refletir sobre como os brinquedos tradicionais moldaram a nossa infância. De carrinhos de madeira a bonecas de pano, de piões a jogos de tabuleiro artesanais, cada objeto carrega consigo uma história rica em tradição e criatividade.

É interessante comparar o ontem e o hoje em termos de ocupação das nossas crianças. Enquanto antigamente passávamos horas a brincar ao ar livre, explorando a natureza e inventando jogos com os materiais que tínhamos à disposição, hoje em dia é comum vermos as crianças mais inclinadas a passar o seu tempo livre em frente a ecrãs, seja a jogar videojogos ou a navegar na internet.

Esta mudança de paradigma levanta questões importantes sobre o desenvolvimento infantil e a importância do contacto com brinquedos que estimulem a criatividade, a imaginação e a interação social. É crucial encontrar um equilíbrio entre o mundo digital e o mundo físico, garantindo que as crianças tenham acesso a uma variedade de experiências que promovam o seu crescimento saudável e feliz.

Assim, ao folhearmos as páginas deste livro do Professor João Amado, não só recordamos os brinquedos da nossa infância, mas também refletimos sobre o papel que estes desempenham na vida das gerações futuras. Que possamos continuar a valorizar e preservar a riqueza dos brinquedos tradicionais, garantindo que as crianças de hoje possam desfrutar de uma infância tão mágica quanto a nossa.

Um livro para ir buscar quem foi onde ficou…

Para além de profusa ilustração com fotografias a cores, eis o Índice temático:

1- Apresentação, pág. 9
2- Prefácio (Prof. Doutor Carlos Neto), pág.11
3- A Escola do Brinquedo Tradicional Popular, pág.15
4- Boas vindas e agradecimentos, pág.17
5- O universo dos brinquedos que nós fazíamos…, pág.19
6- Brinquedos Populares – Um fascinante objeto de estudo, pág.21
7- A criança e os brinquedos populares na obra de Aquilino Ribeiro, pág.31
8- Brinquedos sonoros e musicais: uma aproximação à origem dos instrumentos, pág.45
9- Sentir-se entre céu e terra… História(s) dos baloiços, pág.55
10- Jogos e brincadeiras de moços que nunca foram meninos, pág.67
11- Brincar… aos olhos de Brueghel!, pág.75
12- Função educativa dos brinquedos tradicionais populares, pág.87
13- Entrevista – Revista Galega de Educación, pág.109
14- Posfácio (Dr.ª Carina Gomes), pág.115
15- Bibliografia, pág.117
16- O Autor (Nota curricular), pág.125

Loading

“Universo” das marionetas reforça programa cultural “Castelo Sente

No mês da liberdade, a Capela de Santo António, localizada na envolvente sul do Castelo de Montemor-o-Velho, abre portas à magia do teatro feito com marionetas através da exposição “Marioneta: Máquina com Alma e Oficinas Infantis e Juvenis”. 

Com muita criatividade, narrativas e curiosidades à mistura, a exposição itinerante, cedida pelo Museu da Marioneta, está inserida nas comemorações do Dia Mundial do Teatro (27 de março) e dá a conhecer parte do espólio do próprio museu, fazendo “voar” crianças e famílias para um universo em que os objetos ganham vida e alma. 

Até 30 de abril, a mostra itinerante é um atrativo acrescido do programa cultural regular “Castelo Sente”, promovido pelo Município de Montemor-o-Velho.

A exposição permanente “Homens e Mulheres de Montemor-o-Velho”, integrada no percurso de visitação do Castelo, o Mercado de Produtos Endógenos e a exposição ao ar livre “Rota Literária Afonso Duarte”, são propostas complementares que, através do teatro, da literatura, da história e do artesanato, convidam a viver e sentir o Castelo, a Vila e o concelho de Montemor-o-Velho. 

Loading