Search for:

Primeiros Socorros em Traumatismos Desportivos

Abril 6 Todo o dia

6 abril 2024 | 10h30-13h00 e 14h00-17h30 | 6 horas Formação presencial – BENEDITA – instalações da Junta de Freguesia

A Kairosport e a Junta de Freguesia da Benedita, organizam em conjunto esta ação de formação, acreditada pelo IPDJ, para treinadores de todas as modalidades desportivas e directores técnicos, bem como para todos os que pretendam estar presentes.

Ficha da formação e formulário de inscrição em PRIMEIROS SOCORROS EM TRAUMATISMOS DESPORTIVOS – Benedita – 6 abr 2024 | Kairosport – Formação e Sportswear

Mais informações no geral@kairosport.pt e no 926888764

APAIR – “A PRIMEIRA AÇÃO INFLUI NA RECUPERAÇÃO”: 1.ºS SOCORROS

Abril 19 Todo o dia

Registo de acreditação: CFAEBM-182324

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 19-04-2024

Fim: 19-04-2024

Regime: Presencial

Local: Auditório MiraCenter, Mira

FORMADOR

Paula Cristina da Cruz Castelhano

DESTINATÁRIOS

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

RELEVA

Despacho n.º 5741/.2015 – Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação deformação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014.

CERTIFICADO PELO

CDCP – Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

ENTIDADE FORMADORA/PARCERIA

CFAE Beira Mar

ENQUADRAMENTO

O Primeiro socorro carateriza-se pelo tratamento inicial e temporário efetuado a acidentados e/ou vítimas de doença súbita. Pretende-se, com ele, preservar a vida, minorar a incapacidade e reduzir o sofrimento. De acordo com o contexto, pode necessitar de cuidados como proteção de feridas, imobilização de fraturas, controlo de hemorragias externas, desobstrução das vias respiratórias e/ou realização de manobras de Suporte Básico de Vida. Qualquer pessoa pode e deve ter formação em primeiros socorros, para que proporcione a ajuda adequada e atempada. Contudo, estes cuidados não devem substituir, nem atrasar a ativação dos serviços de emergência médica (Reis, 2010). O programa nacional de saúde escolar, 2015 defende a promoção de estilos de vida saudável e aumento de nível de literacia para a saúde da comunidade educativa; a contribuição para a melhoria da qualidade do ambiente escolar e para a minimização dos riscos para a saúde, bem como a promoção da saúde, prevenção da doença na comunidade educativa e redução do impacto dos problemas de saúde no desempenho escolar dos estudantes (Direção Geral da Saúde, 2015). A escola é o local onde crianças, pessoal docente e não docente passam grande parte do seu dia. As crianças, pela sua natureza e imaturidade são ainda mais suscetíveis à ocorrência de acidentes. Assim sendo, faz todo o sentido investir na formação de todos, mas, especialmente, na dos adultos que as rodeiam. Neste sentido a Unidade de Saúde Publica (USP), a Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados (URAP), a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Baixo Mondego (BM), unem-se aos Bombeiros Voluntários de Mira (BVM) ao Agrupamento de Escolas de Mira (AEM) e à Câmara Municipal (CM) de Mira para dar resposta a este projeto.

OBJETIVOS

– Promover a adequada prestação de cuidados de primeiros socorros nas escolas; – Aumentar a literacia em cuidados de 1ºs socorros ao pessoal docente e não docente; – Instruir sobre resposta adequada em variadas situações de primeiros socorros, salientando a importância do pedido de ajuda precoce, o alerta e a assertividade na prestação do socorro à vítima; – Capacitar pessoal docente e não docente para a prestação de primeiros socorros adequados; – Assegurar um kit atualizado em cada um dos estabelecimentos de ensino do AEM.

CONTEÚDOS

1. A importância do pedido de ajuda precoce, o alerta e a assertividade na prestação do socorro à vítima; 2. Atitudes e comportamentos adequados em situação de acidente escolar; 3. O socorro básico.